Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Sinéad O’Connor apela a Miley que não se prostitua

Rádio Advento | 6:00 AM |

Miley vem abusando do sensualismo 
A cantora irlandesa Sinéad O’Connor escreveu uma carta a Miley Cyrus, publicada em seu site oficial e reproduzida pelo Guardian nesta quinta-feira (3), em resposta a uma declaração da ex-estrela teen. Em entrevista à edição norte-americana da Rolling Stone, Cyrus disse ter se inspirado no clipe de “Nothing compares 2 U”, lançado em 1990, para fazer “Wrecking ball”. Em alguns trechos da carta, O’Connor, de 46 anos, aponta que Cyrus, de 20, tem talento suficiente para não se deixar prostituir pela indústria da música. “A indústria não dá a mínima para você, ou para qualquer uma de nós. Eles vão prostituí-lapor tudo que você vale e facilmente vão fazer você pensar que isso era o que você queria... e quando você acabar em uma clínica de reabilitação por ter sido prostituída, ‘eles’ vão estar em seus iates em Antígua, que eles compraram com a venda de seu corpo, e você vai se sentir muito sozinha”, escreveu. [...]

A artista irlandesa também comentou que Cyrus não precisa se preocupar com a imagem de estrela teen por conta do sucesso de “Hannah Montana”. “Ela está bem longe agora. Não é por você ter ficado nua, mas por você ter feito grandes discos”, disse. “Nós, mulheres da indústria, somos modelos e, como tal, temos que ser extremamente cuidadosas com as mensagens que passamos para outras mulheres”, completou. [Infelizmente, Miley não parece nem um pouco preocupada com isso e com o exemplo que vem dando a uma legião de adolescentes que acompanham a carreira dela.]


Nota:( Jornlista Michelson borges) Nunca é tarde para reconhecer erros, no caso de O’Connor (e de muita gente), e nunca é cedo demais para aprender com os erros dos outros, no caso de Cyrus (e de outros tantos). Exemplos de vidas precocemente estragadas e mesmo destruídas não faltam no show business: Britney Spears, Amy Winehouse Lindsay Lohan são apenas três exemplos mais ou menos recentes que me ocorrem agora. Muito nobre a atitude de Sinéad O’Connor em advertir sua colega mais jovem. Isso me lembra do livro de Eclesiastes, no qual Salomão desabafa e adverte os leitores de que sua fase rebelde não valeu a pena, de que foi tudo ilusão e vaidade. Depois de “experimentar de tudo”, o rei reconhece que o melhor mesmo a fazer é viver com Deus e ser guiado por Ele. Lembre-se de que você é livre para fazer escolhas, mas é escravo das consequências delas. Escolha com sabedoria, siga os bons exemplos e aprenda por contraste com os maus exemplos. Pra que adicionar sofrimento à vida, como se já não houvesse o suficiente? Tomara que Miley ouça a voz da experiência e que seus fãs não a tenham por modelo, pelo menos não agora. 

Category: