Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Como aproximar e incentivar a relação do pai com os filhos

Rádio Advento | 5:30 AM |

A figura do pai é fundamental na criação da criança e deve atuar em colaboração com a mãe de igual para igual. De acordo com a psicóloga Camila Guedes Henn, do Núcleo de Infância e Família (NUDIF) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a mãe também deve dar espaço para a entrada do pai na vida dos filhos. “Às vezes elas não acreditam muito na capacidade do pai de cuidar da criança, e é algo que não pode acontecer”, diz.

Diante disso é interessante que você, sendo mãe, reflita nos itens abaixo:

1- Questione suas crenças: O papel do pai mudou muito em nossa sociedade. Conceitos antiquados pode fazer com que você não priorize a aproximação entre pai e filho. Reconsidere isso, incentive e elogie os esforços de seu marido por participar dos cuidados com o filho.

2- Respeite o pai de seu filho: Cada ser humano tem sua própria maneira de demonstrar amor e precisa ser respeitado como é. Evite fazer comparações do pai de seu filho com outros pais. Permita que ele encontre uma maneira própria de se relacionar com a criança.

3- Peça opinião: O filho é dos dois; muito justo que os dois opinem em relação aos cuidados com ele. Jamais menospreze a opinião de seu marido. É muita prepotência acreditar que só por ser mãe, você sabe mais. É fator de união familiar a troca de opiniões entre pai e mãe e isso deve ter início desde os primeiros momentos de vida da criança.

4- Peça ajuda: Muitas mulheres ainda acreditam que têm por obrigação dar conta de todas as tarefas ligadas aos filhos; esqueça isso. A ajuda do pai é muito importante para a boa organização familiar e, mais ainda, para o desenvolvimento saudável da criança.

5- Divida tarefas: É muito saudável para todos quando pai e mãe dividem as tarefas em relação aos filhos. Converse com seu esposo e estabeleça com ele um plano de ação conjunta. O pai também vai adorar dar banho no bebê, levar o mais velho para a escola, enfim... Dê a ele essa oportunidade!

6- Preserve a autoridade paterna: Jamais desautorize o pai de seu filho e aja assim não só em relação à criança como a qualquer familiar. Se o pai de seu filho fez uma determinação, tenha como uma lei. Você pode estar conversando particularmente com ele sobre a possibilidade das coisas acontecerem de forma diferente, mas nunca se posicionando contra ele.

7- Ceda espaço: Algumas mães se tornam muito possessivas em relação aos filhos; não se permita a esse grande engano. O pai precisa de um espaço só seu na relação com o filho, assim, estimule atividades entre eles. Isso não significa que você atrapalha, mas que tomar certa distância em alguns momentos pode alimentar e enriquecer essa interação.

Quando a mãe compreende a importância da relação mais íntima entre pai e filho permite que o mundo da criança seja enriquecido pela inspiração masculina de segurança e autonomia.
Por; Suely Buriasco

Category: