Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Uso de silicone pode aumentar risco de morte por câncer de mama

Rádio Advento | 11:03 AM |

seiosmedicoMulheres com implantes de silicone nos seios e que desenvolvem câncer de mama têm mais chances de morrer da doença, sugere uma pesquisa canadense.
Segundo o estudo, divulgado na publicação britânica British Medical Journal, as próteses não são as causadoras dos tumores, mas dificultam o diagnóstico do câncer em seus estágios iniciais.
Os autores da pesquisa, o epidemiologista Eric Lavigne e o professor Jacques Brisson, ambos da Universidade de Quebec, analisaram os resultados de 12 estudos publicados desde 1993 nos Estados Unidos, Canadá e no Norte da Europa.
Eles concluíram que mulheres com silicone tem 26% mais chances de serem diagnosticadas com câncer nos estágios avançados da doença – justamente porque a prótese impediu o diagnóstico no estágio inicial. Uma análise de cinco estudos mostrou que a chance de morte entre pacientes com prótese aumenta 38%.
Cautela
O estudo afirma que a presença do silicone dificulta a identificação do câncer por exames de raio-X e mamografias. Em contrapartida, o implante pode facilitar a detecção manual dos tumores porque fornece uma superfície contra a qual o nódulo se apoia.
“A pesquisa sugere que a cirurgia cosmética para aumento dos seios pode prejudicar o índice de sobrevivência entre mulheres que posteriormente são diagnosticadas com câncer de mama”, afirmaram os pesquisadores.
No entanto, eles ponderam que os resultados devem ser interpretados com cautela, porque os dados de alguns estudos não se encaixam nos critérios da meta-análise, um método de pesquisa que tenta combinar resultados de estudos independentes sobre um único tema.
Os canadenses defendem a necessidade de mais estudos para investigar os efeitos a longo prazo dos implantes cosméticos de mama na identificação e prognóstico de câncer.
Segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, em 2011 foram realizadas quase 149 mil cirurgias de aumento dos seios no Brasil, colocando o país atrás somente dos Estados Unidos no ranking do número de mulheres que realizam a cirurgia. Em todo o mundo, foram 1,2 milhão de cirurgias.
Fonte : R7
Via Mulher Adventista
Não quero advogar contra o uso de implantes de silicone nos seios. Entendo que esse tipo de prótese tem sua utilidade, em alguns casos. Contudo, temos conhecimento bíblico de que nosso corpo não pertence a nós, é templo do Espírito Santo (I Coríntios 6:19), e assim sendo, não devemos submetê-lo a determinadas condições que possam prejudicar sua integridade e alimentar nossa vaidade. O princípio da modéstia cristã nos ensina que nosso adorno deve ser o nosso caráter (I Pedro 3:3 e 4), e precisamos considerar esse princípio não apenas para não usarmos jóias ou roupas extravagantes, mas para contextos corporais estéticos também. Afinal de contas, jóias, roupas, adornos… tudo isso também tem finalidade estética. Além disso, a insatisfação com o tamanho do seio é algo produzido pela cultura. Uma cultura que expõe e explora corpos esbeltos com seios fartos, em campanhas publicitárias e mídia em geral, associando o tamanho dos seios a conceitos como “sedutora”, “atrativa”, “desejável”, etc. Com todo respeito, não é com mulheres de propagandas de cerveja ou atrizes que posam nuas que devemos almejar parecer, não é mesmo? E ainda que nossa intenção consciente não seja essa, é por essas influências que nossa insatisfação ocorre. Problemas de autoestima não se resolvem com próteses de silicone, assim como não se resolvem com maquiagem ou roupas caras. Podemos nos sentir maravilhosas por algum momento, mas quando nos despimos de tudo isso e encaramos no espelho  quem realmente somos… ah, é nesse momento que precisamos estar satisfeitas. Recebo com frequência, em meu consultório, meninas lindas, e que permanecem lindas ao se adornarem, mas por dentro infelizes e insatisfeitas consigo. Todo o cuidado com a aparência não muda o que se sente lá dentro, na mente que carece de satisfação e amor próprio, Cada vez mais cedo as mulheres têm se submetido a cirurgias para colocar silicone nos seios. Informações como essa precisam, no mínimo, provocar em nós algum tipo de reflexão. Que com nossa mente e corpo honremos ao Senhor!! Além disso, aplica-se aqui, também, o princípio de mordomia cristã. Vivendo o fim do Tempo do Fim, seria adequado às mulheres cristãs de hoje investir grandes quantias de dinheiro em cirurgias como essa, sabendo que há muito a se fazer na obra do Senhor? Teriam elas a mesma disposição para doar esse valor para a obra? Teriam a mesma motivação? Analisemos cada uma de nós nosso próprio coração!!

Category: