Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Cinedocumentário conta história do adventismo no Brasil

Rádio Advento | 9:30 AM |



Além dos livros e das pesquisas acadêmicas sobre a história do adventismo no Brasil, a trajetória dos pioneiros que lançaram as bases da denominação no País no fim do século 19 agora também pode ser conferida num documentário produzido pela sede da organização no Sul do Brasil. A produção, intitulada “Homens de Fé”, foi lançada na noite da última terça-feira, 29 de outubro, em Curitiba. A estreia reuniu integrantes da equipe técnica, elenco, administradores da Igreja e membros da denominação de várias regiões.

Acompanhada de mais 12 pessoas, Lúcia Fuckner percorreu cerca de 270 quilômetros, do município de Guabiruba (SC) até Curitiba, para conferir o lançamento. Além de fazer parte de uma família de pioneiros, ela teve também a oportunidade de colaborar com as gravações fazendo figuração. Diante da tela, o sentimento foi de emoção ao ver o resultado do trabalho e relembrar o que os primeiros adventistas enfrentaram para que a fé fosse mantida viva nas gerações seguintes.

Com duração de 37 minutos, o cinedocumentário reconstitui cenas do período com atores profissionais, intercaladas com declarações de pesquisadores do adventismo, historiadores e descendentes de pioneiros. Entre as fontes consultadas estão nomes como Floyd Greenleaf, autor da obra Terra de Esperança; Alberto Timm, doutor em História da Igreja; Renato Stencel, coordenador do Centro Nacional da Memória Adventista; o jornalista e escritor Michelson Borges; bem como o mestre em história adventista, Edegar Link, da Alemanha. Também foi entrevistado para o projeto o autor best-seller Laurentino Gomes, um dos historiadores mais populares do Brasil e autor da trilogia 18081822 e 1889.

Resgate da memória adventista

Homens de Fé narra a chegada do adventismo ao Brasil, analisando como e por que a mensagem do advento se enraizou nas colônias alemãs do Sul do País, se espalhando também para outras regiões, como o interior do Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. Nesses lugares, essa mensagem encontraria pessoas sinceras e ávidas pelas Escrituras. “Eu creio que Deus permitiu que a mensagem despontasse nesse meio porque ali encontraria corações preparados, sedentos e que depois dariam a vida por essa causa”, explica o escritor Michelson Borges no filme.

Para a diretora e roteirista do documentário, Fabiana Bertotti, esse enredo, marcado pelo exemplo de pessoas que fizeram tanto com tão pouco, precisa ser contado com mais frequência e de formas atrativas. “Ouvi essa história quando criança e por muito tempo não ouvi falar mais sobre o assunto. Foi o que me levou a sonhar com esse projeto, desejando que as pessoas se familiarizassem mais com essa trajetória tão inspiradora”, relata. “E dirigir ou escrever um projeto dessa envergadura é menos penoso quando você se dá conta de que o verdadeiro Roteirista e Diretor já encheu a todos os participantes do motivo certo para fazer o melhor: engrandecê-Lo”, acrescenta.

Para o ator Rodrigo de Oliveira, que interpretou Carlos Dreefke, personagem que recebeu as primeiras literaturas adventistas no armazém de Brusque – que existe até hoje e foi um dos cenários de gravações de Homens de Fé –, a história é rica, emocionante e poderia ser transformada até mesmo em um longa-metragem. “Há tantos valores importantes e quase extintos na sociedade atual contidos nessa história, que ela merece ser transformada em filme a fim de influenciar o grande público”, sugere.

Na avaliação do presidente da Igreja Adventista nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, pastor Marlinton Lopes, a narrativa deve “reforçar a identidade adventista e fortalecer o senso de missão” dos fiéis.

A produção será exibida em breve pela TV Novo Tempo e também será disponibilizada em DVD. Confira o trailer abaixo.


(Márcio Tonetti, ASN)

Category: