Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Você não pode surpreender a Deus

Rádio Advento | 3:09 AM |

ave_voando
Durante mais de quatro décadas Saulo controlou a própria vida. Seu registro no judaísmo não era inferior ao de qualquer outro. A caminho de tornar seu nome ainda mais famoso, o laser da presença de Deus o deteve, deixando-o cego. Da mesma forma que aquele grupo de pastores viajando suas ovelhas anos antes em outra noite importante fora de Jerusalém, Saulo e seus companheiros caíram atônitos no chão.
É isso o que ainda acontece hoje quando a calamidade se abate. Você recebe a notícia no meio da noite pelo telefone e não consegue se mover. Quando o policial  descreve a colisão frontal, sente-se paralisado, incrédulo. Depois de ouvir a palavra “câncer”, fica tão chocado que quase não consegue sair do consultório médico. Um amigo admitiu certa vez para mim que depois de ouvir seu temido diagnóstico, ele foi aos tropeções para o banheiro dos homens, vomitou, caiu de joelhos e chorou incontrolavelmente. Os golpes inesperados da vida nos fazem sentir tanto medo que mal podemos continuar.
Pela primeira vez em sua vida orgulhosa, auto-suficiente, Saulo viu-se em desesperada dependência. Não só estava preso ao chão, como também ficara cego. Seus outros sentidos se achavam alertas e, para sua surpresa, ouviu uma voz do céu dizer: “Saulo, Saulo, por que você me persegue?” (At 9:4). Saulo estava convencido de que estivera perseguindo pessoas – seguidores cultuais de um falso Messias. Em vez disso, descobriu que o verdadeiro objetivo de sua perversa brutalidade era o próprio Cristo.
Vivemos em uma cultura que confunde regularmente humanidade com divindade. As linhas se misturam. É o tipo de teologia piegas que sugere que Deus  fica sentado na beirada do céu pensando: “O que será que eles vão fazer em seguida?”. Que absurdo! Deus é onisciente – sabe todas as coisas. Isto implica claramente que Ele nunca aprende nada, não obstante nossas decisões pecaminosas e feitos perversos. Nada jamais o surpreende. A partir do momento em que somos concebidos até o momento em que morremos, permanecemos seguros debaixo do Seu olhar vigilante e de Seu plano soberano para nós.
 (Escrito por Charles Swindoll) 

Category: