Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Sabatistas enfrentam confinamento de 6h antes de fazer provas do Enem

Rádio Advento | 5:33 AM |

Neste sábado (26), estudantes de todo o Brasil que tentam ingressar em uma instituição de ensino superior têm encontro marcado: o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).  Às 12h (horário do Recife), estarão todos sentados em sala de aula, iniciando as provas – com exceção de um grupo de cerca de 90 mil estudantes de religiões sabatistas, que guardam o sábado como dia sagrado. Somente em Pernambuco, 4.156 alunos – a maioria da congregação adventista – terão que esperar, dentro de uma sala e sem contato com o mundo exterior, até o pôr do sol do sábado para poder iniciar o exame, às 18h.
Trio de colegas ficará confinado em sala até o pôr do sol (Foto: Vitor Tavares / G1)
A guarda do sábado faz parte da doutrina bíblica seguida pela Igreja Adventista do Sétimo Dia e é baseada na crença de que, ao terminar de criar o mundo, Deus descansou no sétimo dia, reservado, então, para a adoração.  No Recife, há dois colégios que concentram parte dos sabatistas pernambucanos: o Adventista do Arruda e o do Centro. A maioria desses estudantes irá fazer prova do Enem na Universidade Católica de Pernambuco. Os estudantes Joicy Ferreira, Emmanuel Evandro e João Victor Gonçalves irão realizar o Enem pela primeira vez este ano. Colegas de sala do Colégio Adventista, os três guardam grande expectativa para o primeiro dia de prova, no sábado.  “Estarei pedindo força para Deus para encarar o tempo. Espero que possamos cantar, orar, realizar o que normalmente fazemos aos sábados”, comentou Emmanuel, 17 anos, que pretende realizar os cursos de história e direito. No domingo, os estudantes seguem o horário regular de provas, das 12h às 17h30 (horário do Recife). Os adventistas creem que o período sabático – do pôr do sol da sexta até o pôr do sol do sábado –  deve ser utilizado para reflexão e comunhão com Deus. O ensinamento é diferente em relação a outras religiões do cristianismo, como o catolicismo, que utilizam o domingo para este fim.  “Tudo que seguimos está escrito na Bíblia. Na escola, os nossos alunos sabatistas são preparados desde o primeiro ano sobre o Enem e o período que devem esperar até começar a prova”, comentou a coordenadora do Colégio Adventista do Arruda, Marta Ferreira.
Estudantes sabatistas se preparam para as provas (Foto: Vitor Tavares / G1)
Para Joicy, que realiza o vestibular para o curso de psicologia, o longo período de espera não deve atrapalhar o resultado final. Os estudantes devem finalizar o exame por volta das 23h. “A gente fica pouco com receio, mas se a gente está sendo fiel, Deus será fiel a gente”, comentou. “Eu fico até feliz porque temos essa liberdade, é uma oportunidade para a gente poder exercer a nossa fé”, completou Emmanuel. Os estudantes sabatistas informaram ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão responsável pela aplicação do Enem, que necessitam de atendimento diferenciado no momento da inscrição. Para não haver privilégio em relação aos outros candidatos, os alunos devem chegar ao local de prova no horário normal. Não é permitido levar aparelhos eletrônicos ou livros.
Sabatista por opção
Ao contrário de Joicy  e Emmanuel,  o estudante João Victor Gonçalves não é adventista, apesar de estudar na escola da congregação. Protestante da Igreja Batista, desde agosto que o jovem de 16 anos passou a utilizar os sábados para fins religiosos. “Não é preciso ser adventista para ser sabatista. Resolvi ser por conta própria”, comentou.
Após conversar com os amigos sobre os prós e contras de realizar a prova do Enem em horário diferente do normal, João resolveu se inscrever pela primeira vez como sabatista. “É um desafio, mas estou confiante. Foi uma escolha minha, não consultei minha mãe ou ninguém da família”, disse. O estudante, que pretende cursar psicologia irá aguardar o momento da prova junto a outros colegas de classe, como Joicy.
Apesar de confiantes e convictos pela fé, o trio de amigos contou que ainda ocorre o preconceito fora da escola e da igreja. Vários são os relatos de pessoas que perderam chances de emprego por não poder trabalhar aos sábados. “A gente sabe que ainda acontece, mas fomos preparados para encarar o que for acontecer, porque temos a nossa crença já muito consolidada”, afirmou Emmanuel.
As provas do Enem serão realizadas no sábado e no domingo (26). As provas da segunda fase da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Universidade de Pernambuco (UPE) acontecem em domingos e segundas, nos dias 24 e 25 de novembro e 8 e 9 de dezembro, respectivamente, não trazendo problemas para os adventistas.
Fonte G1

Category: