Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Qual seria a sua idade se você não soubesse quantos anos você tem?

Rádio Advento | 10:00 AM |

A resposta a essa pergunta do filósofo Confúcio é muito pessoal, afinal vemos no mundo jovens tão arcaicos e idosos tão jovens. Assim vale a pena que tentemos respondê-la intimamente. Essa questão me remete também a uma reflexão: Existe idade certa para amar?

Na "Revista Máxima de outubro de 1990" o escritor José Saramago afirmou, "Aprendi que o sentimento do amor não é mais nem menos forte conforme as idades, o amor é uma possibilidade de uma vida inteira, e se acontece, há que recebê-lo. Normalmente, quem tem ideias que não vão neste sentido, e que tendem a menosprezar o amor como fator de realização total e pessoal, são aqueles que não tiveram o privilégio de vivê-lo, aqueles a quem não aconteceu esse mistério". 

O tempo dos sentimentos
Penso que as pessoas jamais deveriam condicionar o amor à idade, afinal não se conta tempo aos sentimentos. A melhor idade para amar é aquela em que nos dispomos a uma maior entrega e nos permitimos à sensação de enlevo, pois nada tem a ver com cronologia. Um amor romântico pode acontecer a qualquer momento desde que a pessoa se permita viver essas emoções. Claro que a forma de amar pode mudar com a idade, mas o importante é não se envolver em preconceitos e jamais acreditar que um sentimento tão único na vida do ser humano possa ser tido como ridículo.

Amor na maturidade
Depois de certa idade é normal que fatores como o companheirismo, a amizade e o desejo de se manter juntos sejam preponderantes. O amor na maturidade proporciona real felicidade, não exige grandes manifestações, não é avassalador. Todo o ardor da paixão é substituído pela calma, todo requinte pela simplicidade, porque o amor é simples e não exige perfeição. Essa inapetência pela perfeição constitui o amor maduro, é o olhar real que foge ao ideal em que se norteia a paixão. O amor depois de certa idade se baseia no que o outro é realmente e não no que se deseja dele, não havendo idealização.

Consciência do amor
Na maturidade a pessoa se torna mais exigente. Os sentimentos são, na verdade, mais nítidos, ou seja, ou a pessoa quer ou não quer o outro. A convivência é muito mais harmônica e salutar quando não se projeta no outro a vontade própria, fruto das experiências vividas, no amor maduro a amizade é privilegiada. A escritora Lya Luft escreveu: "A maturidade me permite olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranquilidade, querer com mais doçura.".

Sempre há tempo para amar
É genuinamente belo ver um casal idoso, sem qualquer preconceito, manifestando o amor que os une! Num período de vida em que se pode dar o luxo de desfrutar tranquilamente os próprios sentimentos, um casal maduro que possui a sabedoria de se permitir amar são exemplos importantes para os mais jovens.

O amor é o sentimento que mais nos aproxima de Deus, é fonte inesgotável de alegria, por isso não existe tempo para o amor e sempre há tempo para amar.

Category: