Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Sua casa: uma terapia de grupo gratuita

Rádio Advento | 9:31 AM |


Vivemos numa época em que cada vez menos dependemos uns dos outros. A tendência é o isolamento ser cada vez mais forte. Isto nos traz algumas consequências como sensação de abandono, tristeza, angústia e falta do sentimento de pertencer.
Vida corrida e compromissos que nos distraem fazendo-nos não usar o tempo para os relacionamentos; internet que nos mantém conectados com outros e nos desconectam de quem está do nosso lado fisicamente; televisão que nos faz passivos diante da vida, são alguns dos itens que podem atrapalhar este contato com os outros.

O problema começa a ficar mais grave quando isto atinge a própria família. Cada um acorda de manhã, toma o seu desjejum ou muitas vezes não toma, e vai para suas atividades, trabalho, estudos, etc. Alguns voltam para almoçar em casa, outros não. Quando a noite chega, cansados, tomam seu banho e comem alguma coisa, geralmente cada um no seu mundo. Alguns assistem televisão para saber as notícias do dia, algo talvez repetido do que já ouviu no rádio do carro, ou talvez assistem o capítulo da novela enquanto outros ficam no computador, talvez na internet atualizando os emails.
O contato é mínimo entre si e este muitas vezes gira em torno de: “Menino, vai arrumar a cama”, “Não brigue com seu irmão”, ou “Você não jogou o lixo ainda?”, “Para de falar alto aí na cozinha que quero ouvir meu jornal”. E assim as famílias vão seguindo seu padrão de comportamento. Chega um ponto em que o filho fala do pai: “Meu pai está muito velho, ele não me entende mais” e o pai fala do filho: “Meu filho não me respeita, ele está revoltado”. Ao mesmo tempo, a mulher reclama do marido: “Ele não liga para os meus sentimentos”.
Enfim, são situações que nos atingem e que muitas vezes promovem desentendimentos, estresse, isolamento e até separações. Pagamos para que o terapeuta nos ajude a enfrentar estes sintomas, fazemos terapia individual ou grupal, mas temos a oportunidade de ter uma terapia de grupo gratuita em casa, podendo ter a oportunidade de obter a resolução de boa parte destes problemas, mas não nos damos conta disto.
A proposta deste artigo é nos fazer pensar um pouco em nossa rotina diária, fazendo com que percebamos a importância de criarmos um ambiente de empatia (nos colocarmos no lugar do outro para entendermos um pouco o que ele está passando) dentro de casa. Poderíamos separar um tempo no dia para reunirmos toda a família, desligarmos todo aparelho ou distração naquele instante, sentarmos na sala ou em algum outro lugar confortável e começarmos a conversar e a perguntar uns aos outros como foi o dia, o que aconteceu de bom ou de ruim; este momento poderia ser para chorar, rir,  ler um livro construtivo em família e servir de ajuda para o outro e ser ajudado também; abrir um pouco de nossa vida e permitir ser ajudado.
Temos a oportunidade de realizar uma terapia de grupo gratuita em nossa própria casa onde os desentendimentos poderiam ser resolvidos, fazendo com que os relacionamentos sejam solidificados evitando assim uma das causas ou fatores predisponentes  da depressão, que são relações familiares fracas.
Então separe um tempo com a sua família para conversar. Conversar sobre a vida, as ansiedades, tristezas, temores e vitórias. Ao fazer assim, automaticamente, estaremos formando uma sociedade mais saudável, mental e socialmente.

Referências:
1 BAPTISTA, Makilim N; BAPTISTA, Adriana Said D; DIAS, Rosana Righetto. Estrutura e suporte familiar como fatores de risco na depressão de adolescentes. Psicol. cienc. prof. v.21 n.2 Brasília jun. 2001.

Category: