Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Dicas para sair da Depressão

Rádio Advento | 12:00 PM |

Caminho da Felicidade!

Talvez você esteja pensando: “Mais um artigo sobre depressão!”. Talvez você, ou alguém que você conheça, já teve que enfrentar a depressão e tenha procurado maneiras de se livrar deste mal.
Segundo a Organização Mundial da Saúde, em 2020, conforme o ranking de doenças incapacitantes, a depressão ultrapassará o diabetes, a hipertensão e a dor nas costas, perdendo apenas para os distúrbios cardíacos.
A depressão, que pode surgir de uma sensação de infelicidade transitória, reativa a perdas na vida do indivíduo normal e saudável, podendo chegar a estados de desesperança patológica com características psicóticas, é estabelecida quando se detectam alguns sintomas como:
 1. Humor deprimido na maior parte do dia, quase todos os dias (choro observado por outros);
2. Diminuição do interesse ou prazer por quase ou todas as atividades;
3. Ganho ou perda de peso sem estar em dieta;
4. Insônia ou hipersonia;
5. Agitação ou retardo psicomotor;
6. Fadiga ou perda de energia quase todos os dias
7. Sentimento de inutilidade, culpa excessiva ou inadequada;
8. Capacidade diminuída de pensar, concentrar-se ou indecisão;
9. Pensamentos de morte recorrentes (não medo de morrer), ideação suicida sem plano específico, com tentativas.
Existem alguns fatores que servem como causas da depressão. De forma resumida, os principais são: estresse e traumas; relações sociais e familiares fracas; uso de certos medicamentos como álcool e drogas e fatores biológicos individuais como déficit de neurotransmissores como serotonina, catecolaminas ou acetilcolina.
Além do fato de ser importante detectar a causa da depressão e à partir daí elaborar um tratamento apropriado e que seguindo um estilo de vida saudável, com exercícios físicos, alimentação balanceada, boas noites de sono, luz solar a cada dia e outros itens mais que compoem um viver saudável certamente a melhora é significativa, existem algumas orientações gerais relacionadas à nossa motivação e decisões que se empregadas em qualquer estágio do processo depressivo, promovem ótimos resultados.
Dicas
Muitas pessoas enchem o coração de tristezas e pesares, e vivem se queixando e se lamuriando. Alguns são bastante incrédulos a tudo e constantemente acumulam desânimo e desconfiança; pensam que alguém queira prejudica-los
Pensando nisto, aqui vai a primeira dica: Devemos aprender a viver não se queixando ou reclamando da vida. Acreditar e demonstrar confiança nas pessoas, mesmo que aparentemente possa parecer que elas não mereçam, será benéfico para nós mesmos. Não compensa ficar juntando lembranças desagradáveis do passado e constantemente repassá-las a outros. Tudo o que falamos, além de influenciar a outra pessoa, acaba nos influenciando também.
A segunda dica é preencher a vida com serviço, principalmente quando feito em prol dos outros. A depressão geralmente faz a pessoa se voltar para si própria. Quando é feito um esforço para mudar esse foco, os benefícios acompanham. Estudos demonstram que toda a vez que fazemos o bem é ativado em nosso cérebro o sistema de recompensa (o cérebro fica feliz) e esse sistema de recompensa é que nos dá uma sensação de prazer e bem estar pelo feito, promovendo assim a felicidade.
Terceira dica: sorrir mesmo não sentindo vontade de sorrir. A simples contração do músculo auricular dos olhos quando sorrimos, ativa o córtex pré frontal do cérebro que vem com um conjunto de neurônios relacionados com a felicidade. Isto é contagioso, pois quando sorrimos a outra pessoa sorri também, ou seja, o cérebro da outra pessoa copia o comportamento de nosso cérebro.
Quando damos um sorriso autêntico, é aumentada a atividade na amígdala esquerda e no córtex pré frontal esquerdo ativando também o sistema de recompensa. Em outras palavras: ao sorrir ficamos felizes
- Faça um teste você mesmo fechando a cara por um momento e depois sorria e perceba quais foram os sentimentos envolvidos nestes dois momentos.
Quarta dica: agir movidos pelo princípio e não por sentimento
- Agir por princípio é usar a parte racional de nosso cérebro para tomar as decisões e não viver sendo levado pelos desejos e impulsos sentimentais do “coração”. Muitas vezes alguém pode nos prejudicar, criticar ou caluniar. Ao invés de cair numa cama desanimado e triste, lamentando o fato, pois é isto que teríamos vontade de fazer naquele momento, agir movido pelo princípio seria levantar a cabeça e pensar no valor que possuímos, continuando as atividades da vida sabendo que qualquer um tem o direito de nos criticar, mas apenas eu que permito me considerar menos que os outros.
Por fim, cultivar estrutura mental perseverante e agradecida também é um ótimo aliado para se combater a depressão. No momento da depressão pode ser difícil arranjar motivos para agradecer, mas é importante “cultivar” este hábito na vida pois desta forma quando a depressão  vier estaremos mais bem protegidos contra ela, abrindo caminhos para a felicidade.

Referências:
  1. DSM.IV, Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders.
  2. HOLMES, DAVID S.. Psicologia dos Transtornos Mentais. 2 ed, Porto Alegre: Artmed, 1997, pp. 157-191.
  3. White, Ellen. Caminho a Cristo, p. 116 e 117, acessado em www.ellenwhitebooks.com
  4. White, Ellen. Caminho a Cristo, p. 124, acessado em www.ellenwhitebooks.com 
  5. ATKINSON, Rita.; ATKINSON, Richard C..; SMITH, Edward E..; BEM, Daryl J..; NOLEN-HOEKSEMA, Susan.Introdução à Psicologia de Hilgard. 13ª edição, Porto Alegre: Artmed, 2002, p. 425.
  6. White, Ellen. Review and Herald, 24 de janeiro de 1888.

Category: