Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

10 dicas contra a Fibromialgia

Rádio Advento | 6:00 AM |


O termo fibromialgia refere-se a uma condição dolorosa generalizada e crônica. É considerada uma síndrome porque engloba uma série de manifestações clínicas como dor, fadiga, indisposição e distúrbios do sono. No passado, pessoas que apresentavam dor generalizada e uma série de queixas mal definidas não eram levadas muito a sério. Por vezes problemas emocionais eram considerados como fator determinante desse quadro ou então um diagnóstico nebuloso de “fibrosite” era estabelecido. Isso porque se acreditava que houvesse o envolvimento de um processo inflamatório muscular, daí a terminação “ite”. 
Fibromialgia ou Reumatismo?
Atualmente sabe-se que a fibromialgia é uma forma de reumatismo associada à sensibilidade do indivíduo frente a um estímulo doloroso. O termo reumatismo pode ser justificado pelo fato de a fibromialgia envolver músculos, tendões e ligamentos. O que não quer dizer que acarrete deformidade física ou outros tipos de sequela. No entanto, a fibromialgia pode prejudicar a qualidade de vida e o desempenho profissional, motivos que plenamente justificam que o paciente seja levado a sério em suas queixas. Como não existem exames complementares que por si só confirmem o diagnóstico, a experiência clínica do profissional que avalia o paciente com fibromialgia é fundamental para o sucesso do tratamento. 

A partir da década de 80, pesquisadores do mundo inteiro têm se interessado pela fibromialgia. Vários estudos foram publicados, inclusive critérios que auxiliam no diagnóstico dessa síndrome, diferenciando-a de outras condições que causam dor muscular ou óssea. Esses critérios valorizam a questão da dor generalizada por um período maior que três meses e a presença de pontos dolorosos padronizados. 

Diferentes fatores, isolados ou combinados, podem favorecer as manifestações da fibromialgia, dentre eles doenças graves, traumas emocionais ou físicos e mudanças hormonais. Assim sendo, uma infecção, um episódio de gripe ou um acidente de carro, podem estimular o aparecimento dessa síndrome. Por outro lado, os sintomas de fibromialgia podem provocar alterações no humor e diminuição da atividade física, o que agrava a condição de dor. 

Pesquisas têm também procurado o papel de certos hormônios ou produtos químicos orgânicos que possam influenciar na manifestação da dor, no sono e no humor. Muito se tem estudado sobre o envolvimento na fibromialgia de hormônios e de substâncias que participam da transmissão da dor. Essas pesquisas podem resultar em um melhor entendimento dessa síndrome e portanto proporcionar um tratamento mais efetivo e até mesmo a sua prevenção.
10 Dicas para viver com Qualidade
1 –Confiança em Deus, Ele é quem pode te ajudar nas suas maiores necessidades. Mas não deixe de ir ao médico! Ele também pode prescrever o melhor tratamento para o alívio das dores.
2 – Informe-se! A informação ainda é o melhor remédio. Saber do que se trata e de como as coisas ficarão é uma forma de tratamento eficaz, pois evita surpresas e traz resultados.
3 – Pratique exercícios físicos! Ele, com certeza, é um forte aliado contra a dor. Exercícios que visam mais o alongamento e fortalecimento dos músculos são os mais indicados.
4 – Abra-se! Converse com amigos e parentes sobre suas dores, angústias e medos. Todos pela causa!
5 – Tome conta do seu tratamento. Apesar de o médico ser um elemento importante contra a dor, tomar as rédeas da situação é muito bom. Você sabe o que te faz sentir melhor.
6 – Procure apoio psicológico! Segundo especialistas, consultar um profissional da área pode ajudar a dar mais ânimo e força contra a doença.
7 – Apesar de a doença comprometer algumas funções diárias, como supermercado e passeios, saia, visite os amigos e divirta-se! Tentar ter uma vida normal é necessário.
8 – Seja flexível. Como a fibromialgia traz crises, tente estar preparada(o) para um dia bom ou um dia ruim.
9 – Assegure-se que sua casa ou seu quarto seja um refúgio. Isso porque, em dias de crises, o ideal é ter um canto só para você ficar quieto. Procure deixar este espaço pronto para suas necessidades, com tudo a mão.
10 – Procure ajuda em grupos de apoio. Poder conversar com gente que tem o mesmo que você é muito animador. Além de trocarem figurinhas sobre a doença, poderá saber o que as pessoas vêm fazendo para viver com qualidade. Esse é o objetivo maior! 

Category: