Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

O eu escondido em Cristo

Rádio Advento | 4:00 AM |


A minha alma se gloriará no Senhor; os mansos o ouvirão e se alegrarão. Salmos 34:2.
Havendo alcançado um ponto elevado em sua profissão, o Dr. John Cheyne não se esqueceu de suas obrigações para com Deus. Certa vez escreveu a um amigo: “Você talvez deseje saber o estado de minha mente. Estou humilhado até ao pó ao pensamento de que não há um ato de minha atarefada vida que resista ao olhar de um Deus santo. Mas quando medito no convite do Redentor: ‘Vinde a Mim’, e que aceitei esse convite; e, além disso, minha consciência testifica que desejo ardentemente que minha vontade em todas as coisas se conforme com a vontade de Deus, então tenho paz; tenho o repouso prometido por Aquele em quem não foi encontrado nenhum engano.” Antes de sua morte esse eminente médico ordenou que, perto do local onde jazeria seu corpo, fosse construída uma coluna sobre a qual deviam ser inscritos estes textos, como vozes da eternidade: “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16. “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei.” Mateus 11:28. “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” Hebreus 12:14.
E enquanto o Dr. Cheyne assim se esforçava, para mesmo da sepultura chamar os pecadores para o Salvador e para a glória, ocultava o seu nome, omitindo-o da coluna. Ele não foi menos cuidadoso ao dizer, como falando aos transeuntes: “O nome, a profissão e a idade daquele cujo corpo se acha embaixo são de pouca importância, mas pode ser-vos de grande importância saber que pela graça de Deus foi ele levado a olhar o Senhor Jesus como o único Salvador dos pecadores, e que esse olhar para Jesus lhe trouxe paz à alma.” “Orai a Deus, orai a Deus”, diz, “para que sejais instruídos no evangelho; e estais certos de que Deus dará o Espírito Santo, o único Ensinador da verdadeira sabedoria, aos que Lho pedirem.” Esse monumento destinava-se a atrair a atenção de todos para Deus e fazê-los perder de vista o homem. Esse homem não trouxe escárnio sobre a causa de Cristo. … O médico que teme e ama a Deus anseia revelar Jesus ao coração enfermo pelo pecado e dizer-lhe quão abundante, quão completa é a provisão feita pelo Redentor que perdoa o pecado.
Ellen G. White, Nos Lugares Celestiais, pág. 240.
Fonte : Sétimo Dia

Category: