Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Pornografia - o conto de fadas masculino

Rádio Advento | 3:30 PM |

Pornografia - o conto de fadas masculino

É típico do homem dizer, até mesmo com certo orgulho ou desdém, que mulheres acreditam em contos de fada. Que Walt Disney perpetuou o sonho encantado nas mentes femininas com a promessa de um homem perfeito que surge do nada. E que elas, tão bobinhas, ainda acreditam nessa baboseira.
 
Acontece que nós, homens, temos a nossa própria versão do conto de fadas: a pornografia.
 
No universo da pornografia, a mulher nunca rejeita sexo. Ela pode por breves momentos recuar ou bloquear o homem, mas esse movimento ocorre como um falso jogo de resistência para atiçar sua testosterona.
 
Essa mulher-fantasia sempre quer ser saciada de maneira vulcânica e se revela uma leoa sexual, até então recolhida. Nesse mundo utópico criado pela pornolândia existe uma sensação de paridade no desejo sexual. O homem nunca se vê rejeitado em seu instinto. A saciedade é garantida sem que se precise fazer grandes malabarismos, jantares caros, pedidos de casamento ou declarações de amor eterno.
 
Dificilmente se vê um filme pornô simulando uma cena com uma prostituta, afinal, ela cede porque é paga, e na fantasia do homem isso não valida sua vaidade pessoal. Homem que é homem conquista a caça, e aqueles que não querem se dar ao trabalho são inexperientes ou incapazes sociais, então usam o dinheiro como atalho.
 
                                             
 
A lenda pornográfica revela uma mulher comum que aceita o homem com seus desejos mais primitivos e os estimula sem pudor ou moralismo.
 
Existe uma assimetria entre os gêneros que se mantém praticamente inalterada em diferentes culturas através do tempo: homens buscam sexo com maior frequência do que mulheres. Por conta do nível aumentado da testosterona, a libido masculina se manifesta prioritariamente de forma genital, enquanto na mulher é mais distribuída em diversas áreas erógenas e diluída em várias atividades além da cama.
 
O homem busca relaxamento e realização sexual essencialmente no sexo. A mulher, no sentido mais amplo, busca a mesma coisa de outras e diversas formas: dançando, conversando, trabalhando, passeando, produzindo, acariciando… e também através do sexo, claro. Para o homem isso se circunscreve na ejaculação associada ao estímulo visual.
 
A pornografia funciona melhor para os homens porque em sua maioria eles estão ansiosos por serem sequestrados por estímulos visuais. Mulheres geralmente se excitam com narrativas complexas que mexam com inúmeros canais. Por esse motivo é frequentemente mais trabalhoso proporcionar e incitar prazer em uma mulher do que em um homem. Isso pode ser confundido com baixa libido feminina, mas não é nada disso. É apenas uma diferenciação de métodos.
 
Algumas mulheres podem alegar que se sentem tão ávidas sexualmente quanto os homens. Vocês existem, mas são minoria. Isso leva muitos homens a cometer o erro de separar as mulheres em dois grupos: As que são “santas”, “para casar”, mas com as quais ele vai ter que negociar o sexo e enfrentar TPMs e oscilações de humor, e as “liberais”, “para transar”, que (na sua fantasia) desejam sexo sem pudor, irrestritamente.
 
No seu conto de fada pornográfico, o grande receio masculino de ser rejeitado sexualmente e se sentir desprezado em seu orgulho é reduzido a zero. Na fantasia com a mulher hiperorgástica ele é reafirmado como o macho provedor de prazer invicto, já que elas dificilmente questionam, nunca cansam, sempre variam posições e alcançam o orgasmo.
 
Do mesmo modo que o príncipe encantado faz as vezes do papai superpoderoso no inconsciente feminino, a pornstar representa no subconsciente masculino como o colo da mãe incondicional que sempre diz sim.
 
Se não ficou claro até aqui, realço que o homem anseia por algo que não existe: a paridade de desejos sexuais com sua parceira. Mesmo se existisse, ele próprio renegaria ou agiria de forma doentia e ciumenta.
 
Escrito por Frederico Mattos
 
 - Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. - Romanos 12:2
 
Observação minha (Fernando Ortega)
Sei que para alguns o texto pode parecer um pouco pesado ou explicito, mas é preciso falar a respeito. É por deixar de falar dessas coisas que são formados os “tabus” que mantém as pessoas na ignorância (sem conhecimento) levando-as a queda.
 
Então, chutemos tabus!!! Sem hipocrisia, sem mimimi.

Category: