Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Rádio Advento | 5:30 AM |


 Foi comprovado que cravos e espinhas atinge 80% dos adolescentes com idades entre 12 e 18 anos. É uma doença de pele que afeta os poros, podendo inflamar e agravar o estado se não for acompanhado por um médico dermatologista. Sem dúvida um incômodo para os jovens. 
 
A acne pode aparecer em adultos com tendência a ter pele oleosa, desaparecendo depois dos 30 anos e em gestantes, devido a alteração hormonal.
 
Apesar da acne ser uma doença crônica e inflamatória, porém não contagiosa, pode ser tratado através do uso de remédios específicos, dependendo de cada estágio da doença, prescritos pelo dermatologista. São receitados para uso local produtos tópicos de base de peróxido de benzoíla, ácido salicílico, ácido retinoico ou antibióticos. Já por via oral, utiliza-se antibióticos ou remédios com retinoide.
 
Mitos e verdades sobre a acne
 
- O adolescente ganha marcas na pele ao espremer as espinhas?
Verdade. embora a influência genética seja o que mais determina o surgimento de marcas, as cicatrizes também são consequencias da manipulação de cravos e espinhas.
 
- Uma maneira caseira, e eficiente, de secar a espinha é passar creme dental sobre ela?
Mito. O produto não foi desenvolvido para tal finalidade, sendo prejudicial à pele.
 
- Comer muito chocolate e amendoim provoca acne?
Inconclusivo. Acredita-se, porém, que itens ricos em carboidratos, principalmente os refinados (arroz, massa e pães brancos, bolos, doces, sorvetes, tortas, pizzas), e o leite, especialmente o desnatado, podem piorar o problema, segundo o dermatologista Adilson Costa, chefe do serviço de dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas.
 
- A limpeza de pele ajuda a controlar a acne?
Verdade. É um recurso simples, que pode ser usado se os cravos persistirem apesar da higienização normal do dia a dia.
 
- Se lavar o rosto várias vezes por dia, não terei acne?
Mito. Higienizar o rosto em excesso, inclusive, pode desencadear o efeito rebote: a pele reage á tentativa de ressecá-la e produz mais sebo ainda.
 
- Usar maquiagem provoca o surgimento de mais cravos e espinhas?
Parcialmente verdade. Se a mulher que tem a tendência de pele oleosa e usar produtos pesados, não são indicados ao tipo de pele a probabilidade de surgir espinhas e cravos é maior.
 
- Cosméticos em excesso prejudicam a pele e causam espinhas?
Verdade. Se uma pessoa de pele oleosa lança mão de cremes inadequados ou com efeito excessivamente hidratante, é provável que ganhe cravos e espinhas. Por isso, é muito importante, sempre, usar itens formulados especificamente para o seu tipo de pele.
 
- Um dos fatores que agrava o problema é o estresse?
Verdade. "O estresse e a ansiedade não provocam, mas podem piorar o quadro", diz o dermatologista Adilson Costa, acrescentando que, nessas situações, o organismo libera radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce, e substâncias pró-inflamatórios, capazes de intensificar a acne.
 
-Existem diferentes graus de acne?
Verdade. Em geral, os médicos a classificam em quatro graus: 1, em que predominam cravos, tanto brancos quanto pretos (o pontinho escurece depois que sofre oxidação); 2, caracterizada pelo aparecimento de pápulas (bolinhas vermelhas) e pápulas (bolinhas amarelas de pus); 3, com a presença de cravos, espinhas pequenas e lesões maiores, profundas, dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas (cistos); 4, em que há formação de cistos que se comunicam (acne conglobata) e agravam o quadro, gerando muita inflamação e aspecto desfigurante. 
 
- No caso de homens com tendência à acne, é recomendável evitar fazer a barba com lâmina?
Verdade. Os aparelhos elétricos removem a barba de forma mais branda que as lâminas. Quem optar por estas últimas pode, no entanto, passar água e sabão no local e, depois, um creme para barbear, fazendo com que o deslizar da lâmina seja suave, evitando ferimentos sobre as espinhas.
 
- Se espremer a espinha e a mesma inflamar, a pessoa pode desenvolver um câncer de pele?
Mito. Espinhas não devem ser espremidas, mas, se alguém o fizer, isto não originará um câncer no local.
 
- Praticar exercícios auxilia no combate ao problema?
Mito. Apesar de o hábito fazer muito bem á saúde de uma maneira geral, incrementando a circulação sanguínea e oxigenando melhor todos os músculos do corpo, inclusive a pele, não haverá relação entre a prática de ginástica e esportes e a diminuição da acne.
 
 
 
Fonte: Terra

Category: