Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Você está na profissão certa?

Rádio Advento | 2:30 PM |

Você fica contando os minutos todos os dias para que seu expediente acabe? Toda segunda-feira é um martírio pensar em ter que voltar ao trabalho? Tem ficado doente com frequência e se ausentado do trabalho por conta disto? Se sente irritado ou triste quando está no ambiente de trabalho ou quando pensa nele? Estes são alguns sintomas de insatisfação profissional, e se você respondeu afirmativamente a estas perguntas, pode ser que esteja em uma profissão errada.
Uma pesquisa feita em maio pelo Instituto Datafolha constatou que 25% dos brasileiros trabalham insatisfeitos. Algumas destas pessoas podem estar inseridas neste percentual por terem que se encaixar em áreas que não necessariamente gostam, por necessidades financeiras e materiais. Nem sempre é possível conciliar as duas coisas: a área que gosta de atuar com as ofertas de trabalho.
E outra parte das pessoas pode estar em profissões erradas por ter feito uma escolha profissional equivocada no final da adolescência. Dificilmente os jovens têm maturidade suficiente nesta etapa da vida a fim de fazer uma escolha como esta, daquilo que fará para o resto da vida ou por boa parte da vida.
Mas o que uma pessoa pode fazer ao perceber que não está satisfeita com a profissão que exerce?
1. É natural que haja um conflito entre a ideia de permanecer nesta profissão se ela já traz alguma segurança, e a ideia de se lançar em uma nova profissão nova, podendo passar por períodos de instabilidade financeira.
2. O ideal é que não se tome nenhuma decisão precipitada e rápida. É preciso que a mudança seja bem avaliada e que seja feita de forma gradual para que a estabilidade familiar não sofra grandes prejuízos.
3. Enquanto não for possível reajustar a profissão para algo que seja mais prazeroso, procure valorizar o que há de bom no trabalho atual, nem que seja o ambiente de trabalho, os colegas ou o salário. Ter momentos de lazer fora do trabalho também pode ajudar a controlar sintomas de estresse vindos da insatisfação profissional.
Via : Novo Tempo

Category: