Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Como Descobrir a Vontade de Deus?

Daniele Soares lima | 8:49 AM |



Deus nos entregou a maior parte de Suas orientações de maneira muito clara por meio das Escrituras, mas muitas das situações que enfrentamos não são abordadas de maneira específica em Sua Palavra. Vou lhe dar alguns exemplos:

* Você tem um filho que se destaca num esporte em particular e diversas universidades de alto nível oferecem bolsas de estudo para tê-lo em seu quadro de alunos. Qual escola você escolheria? Bem, pode ser uma decisão difícil, mas você nunca vai encontrar uma resposta específica nas Escrituras. Se encontrar, você estará inferindo alguma coisa que não se encontra ali.

* Você é solteiro e está namorando, orando para que Deus lhe dê a companheira ideal para toda a vida. Mas não existe nada na Bíblia que diga "case-se com Maria", "não namore a Antônia" ou "não fique noivo de Sandra". Deus nos dá princípios gerais em Sua Palavra - por exemplo: "Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos" - mas é preciso aplicar o princípio.

* Você tem um bom emprego em São Paulo, mas está cansado de pegar trânsito pesado todo dia para ir trabalhar. Então, uma empresa na Bahia lhe oferece um emprego similar, com uma remuneração semelhante. Você deve se mudar ou continuar onde está? Um grande número de fatores pesará em sua decisão, mas você também não vai encontrar respostas diretas nas Escrituras. Se encontrar, há alguma coisa muito estranha nisso tudo. 

Pré-Requisitos Para Seguir a Vontade de Deus

Não queremos perder o que Deus tem de melhor para nossa vida. Queremos ser mantidos firmes no curso, guiados por sua presença. Portanto, onde poderemos encontrar essa orientação, essa liderança? Vamos começar analisando alguns dos pré-requisitos essenciais que nos ajudam a determinar a vontade de Deus. Felizmente, eles não são ambíguos nem misteriosos.

1: O primeiro e mais importante é este: Você precisa ser cristão. "Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus" (Rm 8:14). Quando você aceita a Cristo como Salvador e Senhor de sua vida, o Espírito Santo vem habitar em você. Entre outras coisas, Ele está ali para revelar-lhe a vontade de Deus. Apenas o cristão tem a presença interior do Espírito e, com certeza, precisamos dessa ajuda interna se desejamos seguir a vontade de Deus.

2: Você precisa ser sábio. "Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e, sim, como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus" (Ef 5:15-16). As Escrituras nos dizem que fazer a vontade de Deus exige sabedoria pois, como Paulo escreve no versículo seguinte, aqueles que são sábios - e, portanto, não são tolos - procuram "compreender qual [é] a vontade do Senhor".

3: Você precisa estar disposto a fazer a vontade de Deus. "Se alguém quiser fazer a vontade dEle, conhecerá a respeito da doutrina, se ela é de Deus ou se Eu falo por Mim mesmo" (Jo 7:17). Seu "disposto a fazer" é a luz verde: Você vai realmente fazer o que Ele quer que faça. Você de fato quer fazer a vontade de Deus mais do que qualquer outra coisa. Mais do que completar seus estudos, do que se casar, do que terminar de pagar sua casa. Acima de qualquer coisa, o que você quer é fazer a vontade de Deus.

4: Você deve estar disposto a orar e esperar. "pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á" (Mt 7:7-8). A Bíblia nos assegura ainda: "E esta é a confiança que temos para com Ele que, se pedirmos alguma coisa segundo a Sua vontade, Ele nos ouve. E, se sabemos que Ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obteremos os pedidos que lhe temos feito" (I Jo 5:14-15).

5: Seguir a vontade de Deus significa estar disposto a abdicar dos confortos pessoais. "E, agora, constrangido em meu espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que ali me acontecerá, senão que o Espírito Santo, de cidade em cidade, me assegura que me esperam cadeias e tribulações. Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus" (At 20:22-24). 

Aqui, Paulo se refere à direção para a qual o Espírito o está levando "constrangido em meu espírito". Ele foi pego pela vontade de Deus, comprometeu-se com ela, apegou-se a ela. "Estou saindo de Éfeso, pessoal", disse ele, "e vou para um lugar que não será confortável. Na verdade, haverá lutas, pressões, desconforto e aflições - riscos de prisão e até de vida. Mas nada disso importa. Até mesmo minha vida não importa". 

Estamos em um processo; estamos no meio da jornada. Se pretendemos acabar bem, de acordo com a vontade de Deus, devemos estar dispostos a encarar algumas coisas difíceis durante nossa jornada terrestre. Entre elas, podemos destacar a perda de coisas familiares - amigos e pessoas queridas, aos quais estamos apegados - e a necessidade de fazer alguns importantes ajustes em nossa vida. 

Neste caso, a pergunta certa não é: Vale a pena? Ou compensa? Mas, sim, quais ajustes eu preciso fazer em minha vida? Em Romanos 12, nos primeiros versos, Paulo nos fala de uma entrega completa - um "sacrifício vivo" a Deus; como lembra Swindoll, o grande problema deste "sacrifício vivo" é que ele se mexe e - sempre - quer escapar, voltar para a "zona de conforto", como dizemos na gíria: "saltar de banda", "cair fora"! 

Mas, é importante ressaltar, apenas quando nós oferecemos o nosso corpo "em sacrifício vivo" a Deus, "num culto racional", é que poderemos descobrir "a perfeita e agradável vontade de Deus para nós". - Extraído, revisado e adaptado de "O Mistério da Vontade de Deus", de Charles Swindoll. 

Category: