Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Livro encontrado no lixo muda a vida de um jovem

Rádio Advento | 7:00 AM |


Vagner Carriel da Rosa (na foto ao lado, à esq., com o pastor José Carlos de Lima, diretor da Casa Publicadora Brasileira) nasceu na cidade de Sorocaba, no Estado de São Paulo. Quando ainda era criança, mudou-se com a família para a cidade de Guapiara, no interior de São Paulo. Com a posterior mudança para o município de Capela do Alto, também no interior, soube que havia uma igreja adventista do sétimo dia perto de sua casa, mas sempre se manteve a distância. Até que encontrou algo precioso numa sacola de lixo.

Já casado, Vagner trabalhava numa fábrica de brinquedos, acordava às 3h30 da manhã e precisava caminhar 12 km até o local, onde desempenhava a função de operador de forno. Certo dia, quando voltava para casa, algo lhe chamou a atenção num saco de lixo meio rasgado, à beira do caminho. Havia livros dentro do saco e um em especial o fez parar e se abaixar. Apesar de meio sujo e amassado, o livro tinha um título interessante: A Grande Esperança. Vagner limpou o impresso, guardou na mochila e levou para casa.

O jovem passou a estudar o livro e a compará-lo com sua Bíblia. De família evangélica, ele sempre teve interesse por assuntos religiosos, mas não imaginava a revolução que aquela publicação traria à sua vida. Entre outras coisas, ele descobriu a verdade do sábado e decidiu observar o sétimo dia. Nessa mesma época, os donos da empresa em que ele trabalhava decidiram promovê-lo a encarregado de turno, mas Vagner recusou a oferta, alegando que não poderia transgredir a lei de Deus. Resultado: não foi promovido e perdeu o emprego.

Vagner descobriu que um colega de trabalho era adventista e “se convidou” para conhecer a Igreja Adventista de Capela do Alto. Não deixou mais de frequentar a igreja, recebeu estudos bíblicos e, meses depois, foi batizado. Atualmente, ele trabalha na Casa Publicadora Brasileira (CPB), editora que produziu o livro que mudou sua vida.

No dia 22 de março, mais de 20 mil livros A Grande Esperança foram distribuídos pelos 540 funcionários da CPB, em três cidades próximas à editora. Uma delas é Capela do Alto e um desses livros alcançou Vagner de maneira providencial.

(Michelson Borges; publicado no Publishing Digest, v. 6, nº 8, agosto de 2012)

Category: