Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Meu filho é agitado. E agora?

Rádio Advento | 6:04 AM |


Qual é a solução para casos de hiperatividade? 

Confira aqui alguns itens que os pais precisam compreender, aceitar e praticar.
Crianças são classificadas como portadoras de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) com muita frequência nos últimos anos. Pode ser cômodo achar-se um nome de doença, tecnicamente chamado de “diagnóstico”, para um comportamento, porque assim parece que se transfere os cuidados para profissionais de saúde. Mas é assim o caminho de solução nestes casos?
Pais precisam compreender, aceitar e praticar coisas como:

1) Quem manda em casa são os pais, não os filhos. E isto precisa ser mantido, ser algo claro, sem ditadura e rigidez, e sem ser negociável. Autoridade não se negocia.

2) Crianças podem se tornar rebeldes por reação à atitudes ruins de pais, como agressividade, porque algumas formas de disciplinar os filhos pode ser piores do que a coisa errada que as crianças fizeram.

3) É verdade que algumas crianças nascem mais inquietas que outras, mais agitadas, com temperamento de enfrentar. Estas necessitam de limites e serem encorajadas a desenvolverem autocontrole, o que se pode treinar ao se elogiar aquilo que elas conseguem, ao invés de criticar-se o que elas não conseguem.

4) Quando uma criança é severa e constantemente censurada por alguma falta que ela cometeu, a tendência é se desenvolver nela a crença de que ela não tem jeito. 

5) Quando você censurar uma criança, ataque o que ela fez de errado e não ela. Se ficar atacando a criança, ela desanima e passa a crer que não tem jeito e que é realmente negativa e imprestável.
O tipo de alimentação também influencia o funcionamento cerebral. Crianças que ficam mais tempo assistindo televisão ou em vídeos games têm mais agitação. Crianças que usam mais alimentos estimulantes também são mais inquietas. Açúcar refinado não só diminui a potência do sistema imunológico como afeta a performance cerebral. E quando o açúcar fermenta no corpo humano um dos resultados é o entorpecimento da mente.

6) Elimine bebidas e remédios com cafeína – refrigerantes tipo “cola” inclusive guaraná, chá preto, chá mate, chá verde, analgésicos com cafeína na fórmula.

7) Evite doces, balas, biscoitos, sorvete, chiclete, chocolate (há opção de chocolate feito de alfarroba em lojas de produtos naturais) e tudo o que contenha açúcar refinado.

8) Controle o uso de eletrônicos e Internet.

9) Evite colocar a criança na escola precocemente ou em cursos precocemente ou tarefas em demasia.

10) Procure por a criança (e toda a família) em muito contato com a Natureza (parques, jardins, fazendas, sítios, chácaras).

11) Ofereça uma dieta vegetariana equilibrada.

12) Resolva tensões no lar, problemas emocionais na família. 

13) Melhore a prática espiritual da família.

14) Mantenha a criança com freqüente atividade física ao ar livre - caminhada, natação, ciclismo, mas não esportes agressivos e competitivos como judô, caratê, etc.

Category: