Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Adoração é um ato voluntário de gratidão

Rádio Advento | 3:05 AM |

adoracao_2

“A multidão”, escreveu Mateus, “se maravilhou vendo os mudos a falar, os aleijados sãos, os coxos a andar, e os cegos a ver” (15:31).
Em seguida, Mateus, a fim de economizar palavras, nos deu outra frase que preferiria que fosse mais detalhada: “Glorificava o Deus de Israel”.
Eu me pergunto: Como fizeram isso? Tenho mais certeza sobre o que NÃO fizeram do que sobre o que fizeram. Tenho certeza de que não formaram um comitê de louvor, de que não fizeram becas, de que não se sentaram enfileirados, a fim de olharem a nuca de quem estivesse à sua frente.
Tenho sérias dúvidas se escreveram uma doutrina sobre como deveriam louvar a este Deus que nunca haviam adorado antes. Não consigo imaginá-los entrando em uma discussão sobre os detalhes. Duvido que tenham pensado que isso deveria ser feito em um ambiente fechado.
E sei que não esperaram até o sábado para fazer isso…
Consigo imaginar multidões que se empurram e se atropelam, com o desejo de chegar mais perto. Não para pedir algo, nem para exigir alguma coisa, mas simplesmente para dizer: “Obrigado”.
Seja como for, eles o fizeram. E Jesus ficou comovido, tão grato que insistiu que comessem alguma coisa antes de partir.…
A adoração é o “obrigado” que se recusa a ser silenciado.
Tentamos fazer da adoração uma ciência. Não podemos fazer isso, assim como não podemos “vender amor” ou “negociar a paz”.
A adoração é um ato voluntario  de gratidão oferecido por quem foi salvo, ao seu Salvador; por quem foi curado, a Quem o curou; por quem foi libertado, ao seu Libertador. 
(Extraído da obra In the Eye of the Storm, de Max Lucado)

Category: