Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Galvão Bueno e Jô Soares: Como controlar o pensamento e os sentimentos.

Rádio Advento | 5:00 AM |


“Tem uma coisa que me incomoda quando você tá narrando: é quando você narra o que o jogador ou o piloto está pensando. Isso me dá um nervoso”, comentou Jô Soares em seu talk show. “Você não pode pretender ser mais importante que a imagem porque aí cai no ridículo, mas tem que tentar passar para o telespectador uma informação paralela”, tentou argumentar Galvão Bueno. “É, você tem razão. Nunca mais vou tentar interpretar o pensamento de ninguém”, desistiu o narrador mais famoso do Brasil, admitindo no “Progra do Jô” de sexta-feira, 3 de maio.
Galvão
Carlos Eduardo dos Santos Galvão Bueno
Agora desejamos que você pense um pouco sobre a possibilidade de controlar seus pensamentos. Veja as dicas:
DUVIDAR – tudo o que você crê, o controla. Duvide de tudo em que você crê e que o perturba. Duvide que você não consiga superar seus conflitos, suas dificuldades, seus desafios. Duvide das mentiras de seus pensamentos negativos. Diga a si mesmo: “Eu não consigo AINDA…
CRITICAR – critique cada ideia pessimista, preocupação excessiva e pensamento antecipatório. Cada pensamento negativo deve ser combatido. Seu “eu” tem que deixar de ser passivo, tem de criticar seus pensamentos que produzem sofrimento. Pense no amanhã só para planejar, mas não para ficar ansioso.
DETERMINAR – determine ser alegre, seguro, forte, não ser escravos dos seus conflitos, dos remédios. Primeiro você duvida, depois critique e então determine-se a agir com positividade. Determine o que você quer pensar e sentir.
RENOMEAR – os pensamentos exageradamente ruins, dolorosos, preocupantes que você tem podem ser falsos sinais da sua mente, sintomas de uma desordem, mas não é você todo. Você até pode pensar neles! Eles não são você de maneira que não sobra mais nada.
REATRIBUIR – estes pensamentos perturbadores são frutos de circuitos cerebrais com defeito. Refletem um mau funcionamento do seu cérebro, e não uma real necessidade de fazer o que eles mandam, ou algo que terá que acontecer.
REFOCAR – volte a atenção para longe dos pensamentos doentios, e concentre-se num comportamento construtivo. Mude o foco onde você costuma colocar sua mente, colocando-a em algo melhor.
REVALORIZAR – dê um novo valor a estes pensamentos e talvez compulsões, percebendo que eles não têm nenhum valor intrínsico e nenhum poder neles mesmos que obrigam você a ter que agir como eles indicam.
LIDANDO COM OS SENTIMENTOS
O desafio é:
1) Submeter a emoção ao controle do “eu”, ao governo da sabedoria.
2) Ser livre para sentir, mas não prisioneiro dos sentimentos.
3) Dar um choque de lucidez ou inteligência nos nossos medos, angústias, tristezas, agressividade, impulsividade.
4) Desenvolver a mansidão, tranquilidade, tolerância, serenidade, bondade, gentileza.
5) Superar a emoção que gera sofrimento psíquico.
6) Reciclar as emoções que bloqueiam a inteligência e nos fazem reagir sem pensar.
7) Manter-se jovem na mente.
O sentimento pode ser dominado, mas não plenamente. Se você quer ser uma pessoa 100% equilibrada emocionalmente, desista, não conseguirá. Só Jesus conseguiu isto em Sua humanidade.
PensamentoAs emoções ou sentimentos flutuam. Mudam assim como o tempo atmosférico. A emoção é mais difícil de controlar do que os pensamentos. Ela é ilógica. A emoção pode produzir ganhos e perdas importantes. Alguém o ofende e estraga sua semana. Alguém lhe faz uma critica e você fica com insônia. Alguém lhe trai a confiança e talvez nunca mais a reconquista plenamente, porque fica uma emoção de dúvida no fundo da alma. Jesus disse que não há dois senhores. Ou você aprende a dominar suas emoções, ou elas o dominarão. Leia Efésios 4:26. Reis e presidentes dominaram o mundo e países, mas não a si mesmos, como por exemplo, Davi, Saul, Salomão, Bill Clinton, Getúlio Vargas e outros.
O modelo educacional das sociedades modernas está falido, pois desconhece essa lei fundamental da qualidade de vida. Os jovens são ensinados durantes anos a resolver os problemas da matemática, mas não seus problemas existenciais. São ensinados a enfrentar as provas escolares, mas não as provas da vida: as rejeições, as angústias, as dificuldades. São ensinados a conhecer as entranhas dos átomos, mas não seu próprio ser (Augusto Cury, “12 Semanas para Mudar Uma Vida”, p. 118, 2010).
COMO SURGEM AS EMOÇÕES E COMO DOMINÁ-LAS?

Elas surgem das cadeias de pensamentos produzidas pelo processo de leitura da memória realizado em milésimos de segundos.
PENSAMENTOS  -  SENTIMENTOS  -  AÇÕES
Toda vez que você está sentindo algo, primeiro ocorreu um pensamento, mesmo que não tenha percebido. Quando você acorda de mau-humor, irritado, deprimido, é porque antes de despertar sua mente leu a memória e criou cadeias de pensamentos perturbadores em seus sonhos que excitaram a emoção e geraram aquele humor ao acordar.
Certas pessoas sentem tristeza ou ansiedade em certas horas do dia. Muitos relatam sentir tristeza ao entardecer. O que é isso? Quando diminuem o ritmo de atividades, há pensamentos que querem vir à tona, as janelas da memória se abrem, os pensamentos podem, então, vir à tona, e com eles o desconforto emocional. Se você assiste um filme de terror, sabe que aquilo é um filme, que a cena que está vendo foi filmada e que havia ali câmeras, produtores, pessoal de suporte, cenários, luzes, mas abre-se uma janela emocional em sua mente, e seus medos do passado surgem, mesmo assim.
O “eu” deve sair da plateia, ir até o palco e dirigir a peça dos pensamentos e emoções! Uma grande parte da sociedade está vivendo sem a administração do “eu” saudável, e habituou-se a seguir os impulsos. Para administrar as emoções os procedimentos são também os sete citados antes.
Duvide de seus sentimentos. Duvide do conteúdo doentio das suas emoções. Questione os motivos de sua reação. Critique sua ansiedade e nervosismo. Exija de si mesmo ser livre naquele momento e não presa dos seus sentimentos. Se você não atuar, criticando, duvidando do que surge como pensamentos e sentimentos perturbadores, suas emoções tomarão conta de sua vida, daí você vai, talvez, ficar de médico em medico, de remédio em remédio, sem bom resultado duradouro.
Uma emoção insatisfeita exige muito para ter pouco. Uma emoção saudável, como a de Jesus, faz muito do quase nada. Você tem escutado as maritacas voando pelo céu da cidade? Não fuja das suas dores emocionais. Se fugir, elas se tornarão um monstro para você. Elas não irão matar você. Leia 1 Coríntios 10:13. Enfrente seus sentimentos, com humildade, mas com firmeza. Deus quer ajudar você a domesticar estas emoções como se domestica um animal.
Quando somos abandonados pelo mundo, por uma pessoa, a solidão é superável. Mas quando somos abandonados por nós mesmos, a solidão é quase incurável. Pense antes de reagir com sentimentos descontrolados diante de uma ofensa ou uma situação tensa. Reflita: Até que ponto isto é importante? Não dá para apagar o passado, mas dá para não deixar que ele nos perturbe mais como perturbava antes. Para isto você tem que treinar aqueles sete passos.
Fonte: Novo tempo
J.Washington
Dr. César Vasconcellos
(texto baseado no livro “12 semanas para mudar uma vida” de Augusto Cury, cap. 5 e 6, 2010; do livro “The Mind and the Brain – Neuroplasticity and the Power of Mental Force” de Jeffrey M. Schwartz e Sharon Begley, 2002; na Bíblia, em ideias de Ellen G. White e minhas próprias ideias)

Category: