Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Doente de amor

Rádio Advento | 4:34 AM |


Doente de amor

Eu sempre ouvi alguém dizer que “dor de amor” não mata ninguém.
 
 
Acontece que cresci vendo pessoas entrando em depressão, se trancando em seus mundos de dor, ou cometendo crimes passionais, a ponto de matar alguém que ‘julgava’ amar, tudo por ciúmes. Tudo por causa dessa ‘dor de amor’.
 
Quem nunca chorou por amor? Quem nunca sofreu por amar? Quem nunca errou e errou feio, e ao invés de rir da situação, se perguntando como foi entrar nessa, acabou triste, cabisbaixo, pensando que seria infeliz para o resto da vida, até que um ‘novo’ amor surgia e o ciclo voltava a girar.
 
E a vida gira, a vida roda. Você já parou pra pensar que geralmente passamos pela mesma situação mais de uma vez? Será por quê? Mas vou deixar pra dizer o porquê disso mais no final do texto, para você ler tudo até o fim ;).
 
Certa vez um homem leproso encontrou a Jesus no caminho. A lepra na época de Cristo não tinha cura. Esse doente era mantido longe da cidade, isolado de tudo e de todos. Largado pelos familiares, amigos, vizinhos, ele era obrigado a viver em seu mundo de dor, sabendo que nada mais poderia esperar da vida, senão apenas ver seu corpo se dissolver e a morte chegar. No entanto, numa atitude de mudança radical, ele, contrariando todas as normas e expectativas, saiu do seu lugar de inércia e foi ao encontro de Jesus com a seguinte declaração:
 
“Senhor, SE QUISERES, pode purificar-me.” (Mt 8.2)
 
E sabe o que Jesus disse? Ele disse: “QUERO!”. Simples assim. Ele queria. Não pediu sacrifícios, caminhadas, 5 louvores e 3 orações, ele só disse: “EU QUERO”.
 
Sabe por que isso aconteceu? Porque Jesus é assim. Ele quer nos ajudar!
 
Respondendo a pergunta lá de cima. Sabe por que muitas vezes passamos pela mesma coisa mais de uma vez? Porque não aprendemos na primeira. Deus está nos dando uma nova chance de vivermos a mesma situação para aprendermos e melhoramos como seres humanos, como filhos, como servos.
 
Quando estamos decepcionados com alguém, com o coração sangrando, muitas vezes nos sentimos como um leproso, abandonado por tudo e por todos, com tanta dor que parece que o nosso coração vai se desmanchar. Sabe qual é a melhor coisa a fazer neste momento? É aprender com o leproso e ir ao encontro de Jesus.
 
Neste momento eu te convido a ir ao encontro de Jesus e falar com Ele: “Senhor, está aqui meu coração, doído e sofrido. Se quiseres, pode restaurá-lo”.
 
Você já sabe a resposta que Jesus vai dar, né?
 
Na paz d’Aquele que diz: QUERO!

Category: