Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Deus não se cansa de perdoar

Rádio Advento | 7:20 AM |


Quando era adolescente, me impressionou a notícia daquela atriz de Hollywood que subiu uma noite a seu apartamento e no dia seguinte não compareceu às filmagens. Chamaram-na pelo telefone, bateram à porta e finalmente, quando forçaram a porta, acharam seu corpo na banheira. Tinha se suicidado, cortando as veias.
O impressionante foi a nota dirigida por ela à polícia: “Não me suicidei, fui assassinada. Peguem o assassino antes que acabe com a humanidade toda. Ele é o peso da culpa”.
Por que viver abrumados pelo peso da culpa, se Jesus está disposto a esquecer nossa vida passada e dar-nos sempre uma nova oportunidade?
“Acautelai-vos. Se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; se ele se arrepender, perdoa-lhe. Se por sete vezes no dia pecar contra ti, e sete vezes vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhe” (Lucas 17:3,4). Para entender melhor que Jesus está querendo dizer, imagine-se num restaurante e o garçom fazendo cair a comida sobre você. Ele lamenta muito, pede perdão e você aceita suas desculpas, mas o fato se repete ao longo do jantar, uma e outra e outra vez. Você já está com a calça, a camisa, o paletó e os cabelos manchados de comida, quando o garçom aparece pela sétima vez e apesar de todo o cuidado que você tem para evitar o acidente, o garçom derrama mais uma vez a sobremesa em cima de você.
O que faria? Perdoaria? É isso que Jesus está dizendo. Acha que pediria de mim algo que Ele não estivesse disposto a fazer comigo?
O aspecto trágico do pecado não está no fato de que Deus não possa perdoar, mas no triste fato de que somos nós os que não queremos perdoar-nos a nós meses.
Milhares de pessoas andam pela vida anulados pelo complexo de culpa. Não conseguem tirar da cabeça o monstro do autocastigo, não conseguem esquecer seu passado. Não são felizes.
Mas Jesus está olhando para você: “Filho, pode vir aos Meus braços de amor. Eu já esqueci seu passado; já paguei o preço de sua culpa; venha a Mim e aceite o Meu perdão”.
Finalmente, o verso de Lucas 17 mostra outra dimensão do perdão. Nunca aceitaremos o perdão divino se não estivermos dispostos a perdoar o nosso irmão.
Você tem algo contra alguém? Alguém o feriu e isso não o deixa ser feliz? Procure seu irmão e abrace-o. Perdoe-lhe assim como Jesus está pronto a perdoar-lhe. (Escrito por Alejandro Bullon)

Category: