Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Descubra como fazer do seu fim de ano algo diferente

Rádio Advento | 5:30 AM |


fim de anoQuem falou que comemorar o final de ano deve ser uma obrigação? Tem muita gente por ai que acha que é!
Mal chegou dezembro e nossas agendas já ficam totalmente lotadas. São tantos os compromissos, compras e presentes que agente nem sabe por onde começar.
As lojas e supermercados ficam abarrotados de gente procurando algum presente, nem que seja algo simples, como uma lembrancinha pra dar pra aquele amigo querido, pro namorado ou pro parente distante que vem chegando de viagem só pra comemorar o fim do ano mais perto da família.
Mas essa loucura acaba se tornando parte de uma rotina, algo que todo ano acontece e por sempre igual, perde até a graça.
Os milhões de confraternizações e amigo secreto fazem agente meio que enlouquecer. Todos feitos zumbis andando de um lado para o outro com frases balbuciadas que dizem 'comprar, comprar, comprar'. Isso sim parece o fim do mundo.
Mas é no meio dessa assustadora vida de fim de ano que surge alguém disposto a 'quebrar as regras'.
Claro que no natal o ideal é estar com a família, afinal, a ideia principal é relembrar o nascimento de Jesus, o homem mais importante do mundo que em nome de nós e da nossa família fez uma entrega que jamais alguém conseguirá fazer igual. Mas as famílias dos novos tempos não são mais tão simples e compostas apenas por pai, mãe e irmãos. São tantos casos de pais separados e duas famílias que eu fico me perguntando pra onde, afinal de contas, todos vão decidir ir?
Vai todo mundo junto em tudo ou se separam e decidem pra onde querem ir sem se importar com os outros? É complicado! Depois vem o réveillon e mais uma vez as possibilidades são muitas e as escolhas precisam ser estratégicas a fim de atender á todos os gostos. 
Resumindo: as expectativas para as festas de final de ano são enormes. Tão grandes quanto as chances de não se cumprirem. Nesta época do ano ninguém quer lidar com frustrações, não é mesmo?
Fico pensando naqueles que resolvem viajar na época do Natal, com os mais próximos ou com amigos. Por que não? E se você resolver não ir a tudo, não comprar todos os presentes e se sentir menos amarrado às convenções sociais, isso é um problema seu.
Acho muito mais válido dar um telefonema só, pra desejar tudo de bom do fundo do coração, e fazer o que realmente te deixar feliz. Não acredito que isso deva ser algo condenável. Mas sei que muitos com certeza não irão concordar. 
Seria muito bom se deixássemos de lado as cobranças e as grandes expectativas.
Quer estar junto aos seus? Esteja o ano todo! Quer compartilhar? Faça com que cada dia do ano seja réveillon e que cada encontro seja uma ceia de natal. E deixe cada um ser feliz como quiser, no dia em que quiser.
Se lembrarmos do mais importante, o verdadeiro significado do natal e fizermos uma reflexão sensata sobre o ano que estamos deixando pra trás, o lugar onde estaremos não vai importar, afinal, o fim do ano não precisa ser, e não é, o fim do mundo! 
 
 
com informações de: GNT

Category: