Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Felipão é demitido! Conheça as causas do desemprego.

Rádio Advento | 4:28 AM |


Luiz Felipe Scolari não é mais o técnico do Palmeiras. O treinador saiu do cargo depois de acumular a 14ª derrota no Campeonato Brasileiro e cair para a penúltima posição da tabela. A decisão foi divulgada na tarde desta quinta-feira no clube, após a derrota por 3 a 1 para o Vasco, em São Januário, foi decretado o fim do ciclo do treinado. Felipão tinha contrato até o fim do ano, com multa rescisória de R$ 1 milhão. A luta do Palmeiras agora é contra o rebaixamento para a Série B. Esta foi a segunda passagem de Felipão pelo Palmeiras. O desemprego ocorre quando um trabalhador é demitido ou entra no mercado de trabalho e não consegue uma vaga de trabalho. É uma situação difícil para o trabalhador, pois gera problemas financeiros e problemas psicológicos no trabalhador e em sua família.
Segundo especialistas, essas são as principais causas do desemprego:

Baixa qualificação do trabalhador: Muitas vezes o trabalhador
não possui formação adequada para exercer uma determinada função;
Substituição de mão de obra por máquinas: No setor bancário, por exemplo, o uso de caixas eletrônicos e desenvolvimento do sistema bankline também gerou o fechamento de milhares de vagas;
Crise econômica: Quando um país passa por uma crise econômica, muitas empresas demitem funcionários como forma de diminuir custos para enfrentar a crise.
Custo elevado (impostos e outros encargos) para as empresas contratarem com carteira assinada: Este caso é típico do Brasil. Muitas empresas optam por aumentar as horas extras de seus funcionários a contratar mais mão de obra ;
Fatores Climáticos: Muitos empresários do setor agrícola costumam demitir trabalhadores rurais para enfrentarem situações deste tipo.
Voltando ao fotebol, vamos falar um pouco sobre a participação de crentes nesse esporte e a fidelidade a ‘camisa da fé’ em meio a crise de desemprego. Não há erro em brincar com bola, desde que não envolva disputa por algo (dinheiro e prêmios diversos), pois quando há apostas, cresce o espírito de rivalidade. O futebol só passa a ser prejudicial quando a pessoa torna-se “viciada” na atividade, fazendo assim com que negligencie outros deveres a serem feitos, como trabalho e estudo da Bíblia.
No ‘campo’ religioso, a escritora Ellen White, em sua época, era contra a prática do futebol americano, caracterizado pela brutalidade. A Bíblia diz que nosso corpo é o Templo do Espírito Santo (1 Co 6:19,20), e que Deus deseja que tenhamos saúde: “Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma” (3 Jo 2). Se o futebol for praticado como um exercício físico e um meio de recreação, traz benefícios à saúde e assim, o desejo de Deus expresso nos versos acima se cumprirá.
Em diversos lugares os evangélicos fazem um excelente uso do futebol, convidando pessoas amigas (não se deve jogar com qualquer um, só pessoas de confiança) para fazerem parte nesta brincadeira, tornando-se assim um meio de fazer amizades e atrair as pessoas a Cristo.
Vida de técno de futebol é cheia de altos e baixo, vitórias e derrotas. O desemprego repentino não atinge somente esses profissionais. O mundo atual tem demonstrado, para muitos jovens, que um curso profissional ou diploma não é em si garantia de sucesso no competitivo mercado de trabalho. A dispensa do trabalho aos sábados não é bem-vinda. Muitos patrões procuram candidatos dispostos a trabalhar todos os dias da semana. Outro obstáculo que nem sempre se percebe de início, é a dificuldade de conseguir promoções ao longo do tempo.
Na vida agitada de nossos dias, é muito importante parar e relembrar o propósito maior da vida. Mais importante, porém, do que a vida aqui, é a vida eterna. Se formos fiéis a Deus agora, Deus promete que teremos um tesouro maior no Céu (Mt 6:19-21). Nossa fé, nesse caso, poderá ser seriamente testada, se tomarmos decisões levando em conta nossas prioridades.
Se você foi demitido, está procurando um emprego, continue pedindo a Deus que lhe mostre o caminho a seguir. Ore através da seguinte passagem bíblica: “Não trabalhem pela comida que se estraga, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem lhes dará. Então Jesus declarou: “Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome” (Jo 6:27 e 35).
Creia nisso. Seja feliz!
J.Washington
Fonte ; Novo tempo

Category: