Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Tem hora que dá medo

Rádio Advento | 3:00 AM |

É o medo uma emoção positiva?

Viajando na Rodovia Dutra li a frase no pára-choque de um caminhão: ?Tem hora que dá medo.? Fiquei rindo enquanto dirigia meu carro pensando na frase. Achei engraçada e realista a frase. Ela fala de algo inegável em nossa vida como seres humanos. E, pensei, aquele motorista, não teve vergonha de admitir que tem hora que dá medo. 

De repente você olha para a pessoa com quem está casado por vinte anos e tem um estranho sentimento tipo: ?Quem é essa pessoa??, e descobre, com dor e apreensão, que a não conhece como pensava que conhecia. Dá medo! Você sente uma fisgada no peito, lembra do amigo que morreu de enfarte no coração e pensa: ?Nossa, eu também posso enfartar!? Dá medo! Se aposenta, vê o quanto irá receber do INSS, soma ao que tem de reserva no banco e pensa que pode não ser o suficiente para as despesas se considerar que viverá mais vinte anos. Dá medo! Você tem um caroço no seio, vai ao médico, ele pede uma biópsia e enquanto o resultado não vem, você pensa: ?E se for um câncer?? Dá medo! PSA elevado, toque da próstata revela aumento do tamanho da mesma, foi feito uma biópsia. Enquanto o resultado não vem...dá medo! Tem hora que dá medo.

Medo é uma emoção positiva quando ela nos previne de avançar em caminhos perigosos. É o medo que nos faz recuar. E nem sempre recuar é covardia ou fraqueza. Há um ?medo? que é prudência e sabedoria.

Medo excessivo chama-se fobia e isto indica que a pessoa tem algum conflito importante que deve estar inconsciente porque ela pode não estar preparada para enfrentá-lo conscientemente. A mente percebendo isto, ?decide? ocultá-lo até que ela esteja pronta e emite um sinal: a fobia.

Então, fobia é um medo específico resultado de uma ansiedade muito alta que é deslocada para um objeto de maneira que a pessoa se sente menos desconfortável. Em outras palavras, a fobia é o deslocamento da ansiedade para certas áreas da vida da pessoa de maneira que ela consegue administrá-la. Imagine um indivíduo que tem fobia de elevador, não o usando nem acompanhado com conhecidos. Ou se usá-lo sentirá forte sudorese, aceleração do coração, falta de ar, tremor nas pernas, muita ansiedade. O problema central real não é o elevador. É algo em sua mente que representa a situação de estar num elevador. Este algo é o conflito básico. Ou aponta para ele. Dele vem o medo substituto: a fobia de elevador. A explicação genuína deste medo está na história psicológica da pessoa e baseada na história da formação da estrutura da personalidade dela. Talvez ela tenha perdido coisas importantes na vida afetiva (família, casamento, filhos, etc.) gerando dor e ansiedade insuportáveis para ela, que a levou a deslocar o sofrimento para este tipo de medo porque este medo ela sabe lidar com ele: basta evitar o elevador. Tratado psicologicamente, a pessoa pode se libertar do mesmo.

Há uma diferença entre medo e ansiedade. Geralmente sabemos do que temos medo. Identificamos o objeto do medo. Isto não ocorre na ansiedade. Ansiedade é um sentimento de apreensão, de desconforto interior, falta de paz mental, inquietude, acompanhado ou não de sensação de opressão no peito. Excesso de ansiedade gera os chamados ?Transtornos de Ansiedade?, dentre os quais há as fobias, transtorno obsessivo-compulsivo, síndrome do pânico, ansiedade generalizada, etc.

Há pessoas que têm episódios de ansiedade muito alta caracterizando o que chamamos de ?ansiedade estado?. É algo temporário. Outras têm a ?ansiedade traço?, que faz parte da característica da pessoa. Ela é assim, ansiosa, o tempo todo, talvez desde bebê.

Para vencer o medo, primeiro admita que ele existe. Reconheça que tem hora que dá medo, sem sentir vergonha por isso. Analise para ver se você não está tendo alguma atitude de risco e se tiver, mude de atitude. Pergunte-se se há algum conflito importante em sua vida presente ou passada para o qual ainda não encontrou solução. Precisa aprender a colocar limites? Precisa pedir coisas que não está pedindo? Precisa manifestar afeto e não tem feito isto? Tem ressentimentos ainda não resolvidos contra alguém? Ataca-se por qualquer coisa errada que faça ou por ter feito algo 99% certo mas não 100%? Precisa fazer reparações?

O amor lança fora o medo. Amor da verdade. O que cura é a verdade e o amor.

Category: