Seja Bem Vindo ao site Cheio de Esperança

Jabez orou e Deus lhe concedeu o que tinha pedido!

Rádio Advento | 9:00 AM |


Ele aparece em 3 versículos no meio de uma genealogia e depois desaparece. O ponto de destaque é sua oração.
Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo:
Ó Deus, abençoa-me e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição!
E Deus lhe concedeu o que tinha pedido!  I Crônicas 4:10.
A primeira vista, os 4 pedidos parecem sinceros, até mesmo nobres, mas jamais poderiam ser considerados notáveis. Uma oração comum! Porque mereceu tanto destaque?
Vamos analisar cada um deles:
Ó Deus, abençoa-meNão parece egoísta? Será que Deus quer que você seja mais egoísta em suas orações? Ao clamarmos pela bênção de Deus, estamos pedindo aquilo que não poderíamos conseguir com nosso próprio esforço.
Pai! Por favor, abençoa-me, sim abençoa-me Senhor e muito!
No primeiro pedido de Jabez, ele deixou inteiramente nas mãos de Deus a natureza da bênção, onde e como ela lhe seria dada.
Jabez pediu a Deus que lhe desse nada mais nada menos do que Ele tinha reservado para sua vida. Ele confiou plenamente no Senhor, crendo que só Ele sabe o que mais lhe é necessário. Neste pedido Jabez mergulha inteiramente no rio da vontade de Deus, do seu poder e de seu PROPÓSITO.
Somente Deus sabe o que é melhor para nós.
A bondade de Deus não tem limites. Abençoar faz parte de sua natureza. A liberalidade de Deus é limitada somente por nós.
E me alargues as fronteiras. 
Não encare fronteiras como simplesmente terras. Ao fazer este pedido, Jabez estava clamando por mais e maiores oportunidades para realizar os propósitos de Deus para sua vida. Quando Jabez clamou a Deus “alarga minhas fronteiras”, ele pensava: “Eu não nasci para ter só isso”. Este clamor engloba aspectos espirituais, materiais, físicos, financeiros, familiares, etc. Este pedido pode ser entendido como um aumentar de oportunidades, dentro dos propósitos de Deus. Independentemente de quais sejam nossos dons, formação ou vocação, o chamado que recebemos de Deus é para realizar sua obra na terra. Ele cuida dos nossos planos quando nos entregamos totalmente.
Que seja comigo a Tua mão. 
Depois de ousarmos pedir por mais bênçãos e por fronteiras mais amplas, muitos de nós vacilamos neste ponto de transformação espiritual. Jabez reconheceu sua pequenez e clamou pela mão de Deus sobre si. Requerer que a mão de Deus esteja sobre nós é a nossa melhor estratégia. As mãos de nosso Pai estão sempre estendidas quando dizemos; “Pai, faze isso por mim, pois não posso fazê-lo sozinho. É grande demais para mim”.  A mão do Senhor é um termo bíblico para expressar o poder e a presença de Deus. No novo testamento podemos considerar que a “mão de Deus” é o encher-se do Espírito Santo. “Ò Senhor, seja sobre mim a Tua mão! Enche-me com o Teu Espírito!”
E me preserves do mal, para que não me sobrevenha aflição. 
É fato comprovado que o sucesso traz consigo grandes oportunidades de fracasso, com ele, muitas vezes reduzimos nossa dependência de Deus e nos tornamos arrogantes.
Após um grande momento de sucesso espiritual, é que necessitamos com urgência do último pedido de Jabez. “E me preserves do mal”.
Quanto mais Deus responder a suas orações, mais você deve se preparar para enfrentar ataques espirituais.
Jabez orou e Deus lhe concedeu o que ele pediu!
Este final soa como um incentivo à nossa oração, à nossa invocação a Deus
O sucesso desfrutado por Jabez compensou o sofrimento de seu início.
A oração de Jabez superou o seu nome. Pois seu nome significa “Dor”.
Que a oração de Jabez se torne a sua oração.

Fonte : Novo Tempo

Category: